23/03/2017 às 14h49m


A carne não era de qualidade?

Atualmente estamos vivendo um momento em que a mídia tem divulgado muitas informações sobre alimentos contendo coisas estranhas como papelão, produtos estragados e impróprios para o consumo sendo vendidos como produtos de qualidade, temos visto ordens de retirada de alguns produtos das prateleiras por conterem pelos de rato, toxinas, partes de insetos, mas, vocês conhecem a RDC nº 14 de 28/03/2014? 

"A RDC nº 14 de 28/03/2014 Dispõe sobre matérias estranhas macroscópicas e microscópicas em alimentos e bebidas, seus limites de tolerância e dá outras providências."

Ou seja, essa RDC fala sobre matérias estranhas "macroscópicas – vistas a olho nu" e "microscópicas – vistos somente com a ajuda de um microscópio" em alimentos e bebidas, estipulando os "limites de tolerância dessas matérias estranhas".

Isso significa que a ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária permite certas quantidades de matérias estranhas nos alimentos e bebidas comercializadas no Brasil. E segundo o anexo da RDC nº 14 de 28/03/2014 essas matérias estranhas podem ser partes de insetos, insetos inteiros, pelos de roedor, fungos, areia ou ácaros. 

Como exemplo das informações dispostas nesse anexo.

Em produtos de Tomate como molhos, tomates inteiros, enlatados, catchups e outros produtos derivados de Tomate.
 
É permitido conter: 
Fragmentos de insetos – 10 em 100g
Fungos – 40% em extrato, purê, polpa e molhos, 55% de campos positivos para catchup e 12% de campos positivos para tomate inteiro enlatado com ou sem suco.
Fragmentos de pelos de Roedor – 1 em 100g
Em Farinhas, massas, produtos de panificação.
É permitido conter em Farinhas de Trigo:
Fragmentos de insetos – 75 em 50g
Fungos – 40% em extrato, purê, polpa e molhos, 55% de campos positivos para catchup e 12% de campos positivos para tomate inteiro enlatado com ou sem suco.
Fragmentos de pelos de Roedor – 1 em 100g
Farinha de milho e fubá – 50 em 50g
Massas alimentícias, biscoitos, produtos de panificação e de confeitaria – 225 em 225g
Chás, peguei como exemplo o chá de hortelã.
Fragmentos de insetos – 300 em 25g
Insetos inteiros mortos – 5 em 25g
Fragmentos de pelos de Roedor – 2 em 25g
Alimentos em geral são permitidos 1,5% de Areia ou cinzas insolúveis em ácido.

E no anexo 2 são dispostos os limites de tolerância para ácaros nos alimentos.

Então meu povo, o que estamos vendo nesse momento, são coisas normais que acontecem diariamente e são permitidos pela ANVISA.

É como se a ANVISA falasse assim; "_Como no Brasil nós não conseguimos manter o mínimo de qualidade sanitária, limpeza, e boas práticas de fabricação de alimentos, então nós permitimos um limite máximo para sujidades, impurezas, a presença de insetos, pelos de rato, fungos, etc., nos alimentos produzidos e comercializados."

E sendo sincera com vocês, eu não acredito que muita coisa irá mudar na industria alimentícia, apesar das notícias chocarem a população as coisas sempre foram assim, é permitido 1 pelo de rato, mas 2 pelos já é demais! É tampando o sol com a peneira que vamos vivendo, bola pra frente Brasil!


Um beijo da Nutri 


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



16/03/2017 às 10h15m


50% Obesos

Que a obesidade assombra o mundo moderno todos nós sabemos. Sabemos também sobre os riscos da obesidade e os danos causados na saúde do obeso. Mas será que nós realmente sabemos o quanto estamos obesos? Nós, a população, sabemos o quanto nós estamos sendo atingidos por essa doença?

Segundo a ABESO – Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, atualmente a região Sudeste ocupa o 2º lugar no ranking de obesidade entre a população adulta do Brasil, sendo 50,45% da população adulta obesa. E ocupa o 1º lugar em obesidade de crianças com idade entre 5 e 9 anos, sendo 38,8% da população dessa faixa etária obesa.

Esses dados geram grande preocupação, já que o mundo inteiro vem lutando contra a obesidade há anos, mas o número de pessoas obesas só aumenta a cada ano que passa.

Quando pensamos no adulto obeso temos que lembrar que, o adulto é responsável pelos seus atos, suas escolhas e as consequências que isso traz. E quando pensamos nas crianças? O que nós temos como resposta é que a obesidade dos pais tem influenciado diretamente nas crianças e isso é muito grave, significa que a próxima geração terá mais obesos que temos atualmente.

Mas o que mudou? Porque temos esses dados tão alarmantes?

A primeira coisa a ser levada em consideração é que, a população tem investido cada dia mais em alimentos prontos, pré-preparados, em fast foods, refrigerantes, alimentos que contém em sua composição grandes quantidades de açúcares e gorduras e sódio. Podemos dizer que a modernidade no setor alimentício é o mal do século!

A segunda coisa a ser levada em consideração é que o sedentarismo cresceu, segundo o VIGITEL 2014 49% da população é insuficientemente ativa, sendo 40% de homens e 56% de mulheres que não praticam atividade física em tempo suficiente para promover melhoras na saúde. Apesar da queda no número de pessoas que assistem televisão e o aumento no número de pessoas com mais de 12 anos de escolaridade que praticam atividade física regularmente, grande parcela da população ainda está sedentária, um outro ponto que temos que observar é que apesar das pessoas estarem assistindo menos televisão, mas a internet tem ocupado um precioso tempo no dia a dia da população, que tem se tornado cada vez mais obesa.

E como podemos reverter esse quadro?

O cuidado com a alimentação é fundamental, reduzir o consumo de alimentos ultra processados, como os alimentos prontos, enlatados, refrigerantes e bebidas gaseificadas, sucos de caixinhas e latinha, reduzir o consumo de sal, aumentar o consumo de frutas, verduras e legumes, aumentar o consumo de alimentos naturais, aumentar a pratica de atividade física, esses são os primeiros passos para reverter o avanço da obesidade no Brasil.


Um super beijo da Nutri

Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



10/03/2017 às 15h54m


Whey Protein, eu preciso tomar?

Muitas vezes nós escutamos falar que, precisamos consumir proteínas para ganhar massa magra. Essa ideia é compartilhada principalmente entre os praticantes de atividade física, nas academias de musculação, luta e entre praticantes de esportes no geral.

Mas, será mesmo que precisamos consumir suplementos alimentares para ganhar massa magra? Será que precisamos consumir ovos e mais ovos para ganhar massa magra? Quando é que se faz necessário suplementar proteína em um praticante de atividade física e qual a melhor opção de consumo das proteínas?

Em um estudo publicado esse ano, foi avaliado o quanto as pessoas que praticam atividade física conhecem e utilizam dos suplementos alimentares. Esse estudo deixou claro que a grande maioria das pessoas avaliadas conheciam suplementos alimentares e entendiam sobre o papel desses suplementos alimentares.  Outro ponto importante avaliado nesse estudo é que, mais da metade do público avaliado utilizavam os suplementos com a intenção de ganho de peso magro, hipertrofia. 

O estudo também avaliou os tipos de suplemento mais utilizados por essas pessoas e 82% dessas pessoas utilizavam Whey Protein (proteína do soro do leite) e 47,4% dessas pessoas utilizavam o BCAA (suplemento alimentar proteico composto por 3 aminoácidos).

Um dado alarmante nessa pesquisa é que, apesar das pessoas conhecerem os suplementos a suas funções e 90,2% das pessoas terem dito acreditar que o Nutricionista é o profissional responsável por prescrever suplementos alimentares, apenas 16,4% da população estudada relatou usar os suplementos com a orientação de um Nutricionista e 55,7% dessas pessoas utilizavam suplementos alimentares por indicação do Educador Físico, o que evidentemente coloca essa população em risco, visto que, apenas o Nutricionista é capacitado para prescrever qualquer alteração no padrão alimentar ou a utilização de suplementos alimentares para as pessoas.

Vendo esses dados e unindo aos meus conhecimentos e prática clinica, eu digo com segurança que, a maior parte das pessoas que praticam atividade física utilizam de forma errada os suplementos alimentares, também utilizam, muitas vezes, suplementos alimentares desnecessariamente. Claro que, os suplementos são aliados em uma terapia Nutricional de um atleta ou praticante de atividade física, mas eu vejo muita gente cometendo loucuras, como por exemplo, pessoas que comem 30 ovos por dia ou utilizam Whey Protein várias vezes por dia, trocam refeições importantes por Whey Protein ou por outros suplementos proteicos.

A suplementação com proteína deve ser feita quando a pessoa não consegue consumir nas suas refeições toda a sua necessidade diária de proteína, então o Nutricionista inicia a suplementação proteica para suprir essa necessidade diária, que estará aumentada dependendo do treino e da modalidade esportiva do indivíduo.

Todos que praticam atividade física precisam de suplementos? Definitivamente, Não.

Eu posso consumir suplementos alimentares? Procure um Nutricionista para melhor te orientar sobre as suas necessidades diárias de nutrientes e para adequar a sua alimentação às suas necessidades.

Um super beijo da Nutri

DOS SANTOS, Edilane Araújo; PEREIRA, Fernanda Bissigo. Conhecimento sobre suplementos alimentares entre praticantes de exercício físico. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 11, n. 62, p. 134-140, 2017.


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



Esse é um assunto muito comentado aqui no consultório, "Dieta da Proteína" é o que está em alta nesse momento, seja low carb, paleolítica, dukan ou mesmo dieta da proteína, e esse tipo de dieta vem ganhando adeptos pelo mundo a fora.

Mas quais os benefícios? Quais os riscos? Qualquer pessoa pode fazer?

Bom, minha visão sobre esse tipo de dieta não é boa, eu tenho vários motivos para não gostar desse tipo de prática alimentar e vou enumerar alguns pontos negativos para vocês;

1º - Uma dieta baseada totalmente em proteínas pode trazer prejuízos para a saúde, um deles é a hipovitaminose, onde você ficará carente de vitaminas devido a pouca variedade de alimentos consumidos.

2º - Levar esse tipo de dieta como estilo de vida pode acarretar em problemas renais, também pode levar ao aparecimento de esteatose hepatica que é a famosa "gordura no fígado".

3º - Uma dieta baseada apenas em proteína leva à perda de massa magra! Exatamente, não adiante comer proteína demais pensando em ganhar músculos, o excesso de proteína e baixo consumo de carboidrato pode causar perda de massa magra. Para o ganho de massa magra faça sempre em uma dieta equilibrada!

4º - Uma dieta baseada em proteínas e baixo carboidrato e gordura tende a ser uma dieta de "fome". O que eu quero dizer com isso? Você sentirá muita fome e isso pode levar à compulsão alimentar, que é aquele momento onde você não aguenta mais passar fome e come tudo o que vê pela frente.

5º - São dietas que devem ser evitadas por diabéticos, hipertensos, pessoas com alterações de colesterol e triglicerídeos.

Mas então, quando esse tipo de dieta é boa?

Quando o profissional Nutricionista avalia que esse tipo de dieta pode ser uma boa estratégia a ser usada, como por exemplo, em períodos curtos como uma estratégia nutricional. Não faça dieta sem a orientação de um nutricionista, procure ajuda profissional e não coloque a sua saúde em risco.

Um super beijo da Nutri


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



01/02/2017 às 11h13m


Vou cortar o carboidrato!

Opa, para tudo! Por que você vai cortar o carboidrato, minha gente?

Eu escuto muito frases do tipo "Vou tirar o arroz!" ou "Toquei meu pão por tapioca", "Agora eu só como carboidrato até às 5h da tarde"... mas isso tudo para quê?

O carboidrato é a principal fonte de energia do nosso corpo, alguns órgãos como o nosso cérebro se nutre apenas de glicose, que e o nosso corpo obtém a glicose a partir do carboidrato!

Ah Giu, mas a glicose é ruim, causa Diabetes... 

Espera aí minha gente, o excesso de glicose é ruim sim, o excesso de glicose pode levar ao desenvolvimento do Diabetes, que é o diabetes adquirido por maus hábitos alimentares. Mas isso só ocorre no consumo em excesso, o segredo da vida é ter moderação.

Ah Giu, mas o carboidrato engorda...

Bom, novamente vamos falar sobre o excesso! O consumo de carboidrato é essencial à vida, precisamos de carboidratos, carboidrato é convertido em energia e sem ele nós não sobrevivemos, mas existem diversos tipos de carboidratos e o que devemos fazer é optar pelos melhores carboidratos, como por exemplo, os integrais, os menos processados, carboidratos naturais como o contido em vegetais, legumes e frutas. Devemos evitar o carboidrato industrializado e que geralmente está associado às gorduras ruins.

Tá Giu, mas carboidrato depois das 18h engorda sim! Toda blogueira fala isso...

Criatura, para com essa mania de cortar carboidrato à noite! Mais uma vez é o consumo excessivo de carboidrato que vai te engordar. Claro que se você comer pizza, hambúrguer, empadão, coxinha, etc e tal, toda noite, então é uma questão de tempo para você engordar! Mas caso você chegue em casa, após um dia de trabalho e faça um jantar com comida de verdade, tipo arroz, feijão, legumes e verduras, coisas que são fonte de carboidrato mas são naturais e desde que você coma com moderação, comer carboidrato à noite não vai te engordar.

Giu do céu, mas eu vou comer só batata doce a partir de agora, porque faz ganhar massa né...

Bom, você estará consumindo um alimento fonte de carboidrato da mesma forma, assim como você estaria de estivesse comendo arroz, feijão, bata inglesa, mandioca, macarrão... é verdade, acredite em mim!

E caso você coma uma batata doce inteira, como se o mundo fosse acabar, o excesso também irá te engordar, então, para com essa mania de ficar comendo batata doce o dia todo! Coma comida de verdade e de qualidade, nem só de batata doce vive o homem...

Procure ter uma alimentação variada, com diversidade de alimentos, seu corpo precisa de nutrientes e cada alimento é fonte de nutrientes diferentes. Pare com essa mania de ficar cortando o carboidrato!

Um super beijo da Nutri


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



Uma queixa comum no consultório é sobre fazer tudo certo, comer bem, fazer atividade física, beber bastante água e dormir bem, mas mesmo assim os resultados não chegam! Mas por que será então que você não tem resultados?

- Conceito errado sobre comer bem!
Muitas pessoas acreditam que, comer bem significa comer frutas, verduras e legumes, evitar as carnes e os ovos (porque aumentam o colesterol), consumir água à vontade, fazer horas e horas de caminhada e exercícios aeróbicos e, fazendo tudo isso basta!

Mas tudo isso está errado! 

Devemos sim, comer frutas, verduras e legumes, mas tudo com moderação, o excesso de frutas, verduras e legumes pode ser prejudicial, como por exemplo, uma pessoa que consome fruta à vontade pode estar ingerindo uma grande quantidade de calorias diárias, o que pode fazer com que essa pessoa ganhe peso ou impeça a perda de peso.

Outro ponto que temos que pensar é que nosso corpo precisa sim de carboidrato! Temos que parar de encarar o carboidrato como o vilão da história! Claro que, devemos consumir os alimentos fontes de carboidrato com moderação, principalmente em situações onde queremos perder peso, mas restringir totalmente o carboidrato não irá te fazer perder peso gordo e sim irá reduzir o seu peso magro, e isso poderá te transformar um "falso magro", que é quando a pessoa é visualmente magra, mas tem um percentual de gordura alto.

- Conceito errado sobre atividade física.
Eu não sou a pessoa mais indicada para falar sobre atividade física, lembrando que apenas os profissionais de Educação Física podem fazer orientações sobre qual a atividade física mais indicada para cada pessoa! Então, o que eu vou falar é sobre o conceito de gasto energético.

Toda atividade física gera um gasto de energia pós-treino, esse gasto varia de acordo com a atividade física praticada. Muitas pessoas acreditam que fazendo apenas uma caminhada já é o suficiente para um grande gasto de energia, o que não é verdade! Existem atividades físicas que geram um gasto energético mais alto e são realizadas em um tempo menor, como por exemplo, a musculação. 

- Conceito errado sobre hidratação
O nosso corpo necessita de água para manter plenamente as suas funções, mas, consumir apenas água não é o suficiente para assegurar uma ótima hidratação. Nos dias muito quentes lembre-se de consumir, além de água, as  bebidas isotônicas, também podemos utilizar a água de coco e suco de frutas.

- Qualidade de sono
Durante o sono são liberados diversos hormônios, e a qualidade do sono é fundamental para que ocorra essa liberação de hormônios de forma adequada. Uma pessoa com o sono ruim pode ter um desequilíbrio desses hormônios, o que pode gerar desde uma dificuldade para emagrecer, quanto o ganho de peso e dificuldades para o ganho de peso magro.

Gostou desse assunto? Na semana que vem vamos conversar sobre o consumo de carboidratos!

Um super beijo da Nutri


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



05/01/2017 às 17h29m


Cumprindo as metas de Ano Novo

O ano de 2016 acabou e um novo ano se inicia e você repetiu as mesmas promessas do fim de 2015, mudar de vida, adquirir novos hábitos, começar uma atividade física, fazer uma dieta, mas e ai, você já colocou em prática?

O final de um ano é sempre um momento de reflexão, onde paramos e pensamos sobre tudo que aconteceu durante o ano e geralmente nos pegamos pensando; 

"_Poxa, porque eu não consegui fazer isso ou aquilo?"

Então, vamos juntos achar uma maneira de, em 2017, realizarmos tudo aquilo de idealizamos para esse novo ano.

A primeira coisa que devemos pensar é em construir metas reais! Não adianta querer perder aqueles 20kg que estão ai guardados há mais de 10 anos em 2 meses, então estabeleça metas reais, essa regra serve para qualquer coisa na sua vida! 

Se estivermos pensando em começar a praticar atividade física, não saia correndo até a loja mais próxima para comprar várias roupas de malhar, uma coqueteleira e todos os adereços que existem, o primeiro passo para você conseguir adquirir o hábito de se exercitar é começar aos poucos. Que tal começar indo a pé para o trabalho ou descer do ônibus 2 pontos antes e para quem tem carro, estacionar 3 ruas antes ou depois do lugar habitual? Esse tipo de atitude faz com que a rotina de caminhar seja algo normal do seu dia a dia, com o tempo a atividade física fará parte da sua vida, então, começar a malhar não será um martírio.

E para aquelas pessoas que passaram o ano inteiro pensando em começar a estudar para um concurso ou pretendiam ler um livro, pretendiam fazer um curso, entre outras coisas, a regra é sempre uma só, comece traçando metas reais.

Então vamos lá;

1 – Anote em um papel tudo o que você gostaria de fazer esse ano.
2 – Enumere o passo a passo para que você consiga alcançar seus objetivos.
3 – Estabeleça metas diárias, semanais e mensais que você deverá cumprir, como por exemplo, para quem deseja começar uma dieta – Meta diária: comer 1 fruta todos os dias à tarde/Meta semanal: consumir refrigerante só no domingo/Meta mensal: ficar 1 final de semana sem comer besteiras. Essa regra serve para qualquer atividade que você queira realizar, como por exemplo estudar para um concurso, estabeleça inicialmente 1 hora de estudos diários, ao longo do tempo vá aumentando o número de horas de estudo e assim por diante.
4 – Cumpra suas metas por 1 mês e avalie como você se saiu, faça um diário onde você anotará como foi seu dia a dia para que você tenha a real noção de como foi seu desempenho em cumprir as suas metas.
5 – Seja rígido consigo mesmo, não passe a mão na sua própria cabeça! Nós temos o costume de termos pena de nós mesmo, por exemplo, aquele pensamento de "ah, hoje eu estou muito cansado" ou "só hoje eu vou descansar, amanhã eu volto aos meus estudos" ou ainda pior "vou comer só esse chocolate, 1 pedacinho não faz mal". Seja firme, você estabeleceu a regra? Então cumpra a regra!
6 – Seja feliz com os seus resultados.

Espero que todos façam uso dessas dicas, desejo a vocês que todos os desejos de ano novo sejam alcançados e todos sejam felizes. Um próspero ano novo, muitas bênçãos e muito paz para todos nós.

Um super beijo da Nutri


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



Para iniciarmos a prática de qualquer atividade esportiva, seja de forma amadora ou profissional, precisamos montar uma estratégia adequada de hidratação, pois esse será um ponto determinante para o sucesso ou fracasso de uma prova por exemplo.

Pensando na hidratação individual, algumas características tem que ser respeitadas e levadas em consideração, características individuais do atleta ou praticante da atividade esportiva, a intensidade e característica da atividade esportiva, o tempo de duração dessa atividade, condições climáticas, até mesmo o intervalo de tempo entre o consumo de líquidos, tudo isso precisa ser previamente calculado e programado.

Na pratica, a hidratação deve ser realizada de forma contínua e fracionada, o ideal é que o indivíduo consuma pequenas quantidades de líquido, o ideal é que a hidratação seja feita com água e bebida isotônica, em quantidades entre 200ml a 250ml a cada tomada com intervalos de 15 minutos. Essa quantidade de líquido pode variar de acordo com as características individuais de cada pessoa, mas, levando em consideração que o esvaziamento gástrico normal seja de 800ml a 1000ml por hora a quantidade média de 200ml a 250ml a cada 15 minutos tende a não causar desconforto gástrico. A temperatura do líquido deve preferencialmente ser gelada, mas a preferência do atleta também pode ser levada em consideração, podendo ser menos ou mais gelada.

A utilização de água para a hidratação deve ser feita sempre que a pratica esportiva seja em horários do meio da manhã em diante, quando o tempo da atividade seja inferior a 60 minutos e em temperaturas amenas. 

A utilização de bebidas isotônicas deve ser realizada sempre que a pratica da atividade física durar um tempo superior a 60 minutos. Também devemos utilizar bebidas isotônicas quando a temperatura do ambiente for superior a 36?C, quando a atividade esportiva for realizada a céu aberto, principalmente durante o dia. Nesse caso o ideal é que a hidratação seja feita intercalando uma tomada de água e uma de isotônico.

O mais importante é sabermos que cada indivíduo possui uma necessidade e que varia de acordo com as suas características como idade, sexo, peso, entre outras, essa necessidade também varia de acordo com o esporte praticado. As informações aqui contidas não substituem o acompanhamento de um profissional Nutricionista.

Um super beijo da Nutri.


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



É inegável que a hidratação é um ponto crucial para se alcançar o melhor desempenho durante a atividade física. Mas até que ponto a hidratação pode fazer diferença?

Todos se lembram daquela cena épica em que a atleta Gabriela Andersen-Schiess chega quase em estado de síncope ao final da maratona feminina em Los Angeles – 1984 (capa da matéria de hoje). A atleta vestindo roupas vermelhas e boné branco veio cambaleando e direção da chegada, sem muita consciência do que estava fazendo foi amparada pelo corpo de médicos e socorristas.

Mas porque isso aconteceu? Vamos entender melhor!

Quando falamos de um atleta devemos pensar em vários pontos, como, onde ele treina e em quais condições climáticas são realizados esses treinos, esse atleta está aclimatizado com o local onde será realizada a prova? Como é a hidratação desse atleta e não devemos pensar somente em água, mas também em bebidas isotônicas para repor os eletrólitos e sais minerais que o atleta perderá no suor. Temos que pensar sobre o tipo e a cor da roupa que esse atleta irá usar, roupas mais escuras retém calor o que pode piorar o desempenho desse atleta já que o risco da desidratação é maior! Existem 3 pontos onde nosso corpo perde calor, que são as mãos, os pés e a cabeça, sendo assim, praticar atividades onde você ficará muito exposto ao sol e sob calor excessivo usando bonés dificulta a perda de calor e aumenta a chance de desidratação, usar tênis escuros e meias sintéticas que dificultam essa perda de calor também aumenta a chance de desidratação e acidentes termorregulativos.

Uma inadequada regulação térmica, ou seja, quando seu corpo se aquece muito e não tem condição de se resfriar, pode acarretar prejuízos para a saúde como, espasmos musculares ou cãimbras, desidratação hipertônica, síncope, exaustão por perda excessiva de sal e hipertermia, todos são quadros graves e que dependendo da situação em que ocorram podem levar à morte.

Voltando ao exemplo da corredora suiça Gabriela Andersen-Schiess, uma das falas dos médicos na época é que a deixaram terminar a prova pois ela ainda estava produzindo suor! Na desidratação hipertônica o corpo tem uma redução da capacidade de produzir suor, o que provoca o aumento da temperatura corporal, reduz a coordenação motora e provoca fraqueza física, geralmente quando observamos uma desidratação hipertônica também observamos a exaustão por perda excessiva de sódio, já que o corpo produziu muito suor anteriormente na tentativa de resfriar o corpo. Em casos mais graves, após os sintomas relatados acima, o indivíduo pode evoluir para a hipertermia emergencial, que ocorre quando o corpo perde a capacidade de se resfriar pelo suor, provocando uma elevação muito alta da temperatura do corpo, nessas situações há risco de morte! São alguns sintomas provocados pela hipertermia emergencial, falta de coordenação motora, irracionalidade, taquicardia, fraqueza muscular, vômitos e diarreias, cefaleia (dor de cabeça), convulsões, coma e morte.

Na semana que vem vamos falar sobre, como fazer uma boa hidratação e se preparar para a prática de atividade física. 

Um super beijo da Nutri

As informações contidas nesse artigo foram tiradas do livro "Hidratação na atividade física e no esporte" de João Carlos Bouzas Marins


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



02/12/2016 às 11h24m


Celulite e Alimentação

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a celulite afeta entre 85% e 98% das mulheres, raramente é observada em homens, mas pode ocorrer em homens com desequilíbrio hormonal, caracteriza-se pelo aspecto ondulado da pele e os principais fatores que provocam a celulite são a etnia, mulheres brancas tem maior predisposição a ter celulite, biotipo, principalmente em pessoas com maior acumulo de gordura na região dos quadris, coxas e nádegas, também é onde tem maior influência hormonal de estrógeno (hormônio feminino). Também podem atuar como fatores desencadeantes o uso de alguns medicamentos, estresse, sedentarismo e hábitos alimentares inadequados.

A celulite pode ser causada por um simples aspecto ondulado da pele como pode ser de causa infecciosa, contudo a celulite não é considerada uma doença, é classificada em vários graus e os casos mais graves é quando existe infecção.

Quando pensamos no tratamento da celulite é inevitável falarmos de dieta e atividade física. Sabe-se que é uma alteração que pode ser por causas genéticas, como a etnia, mas existem medidas preventivas como manter uma alimentação saudável e praticar atividade física!

Evitar os alimentos industrializados, os fast foods, refrigerantes, alimentos ricos em açúcar e gorduras, bebidas alcoólicas, são alguns dos cuidados que você precisa ter caso queira se livrar das indesejáveis celulites. O consumo adequado de água também é importante no tratamento da celulite, a boa hidratação é fundamental para que processos químicos ocorram no seu corpo, para que sua pele fique sempre hidratada, seu intestino funcione de forma adequada, então a água é fundamental no tratamento contra a celulite.

A pratica de atividade física também é fundamental para que você se livre de vez da celulite, nosso corpo foi feito para se movimentar, então procure o que te faça feliz e procure a orientação de um Educador Físico capacitado para te auxiliar. Muitos cremes e medicamentos prometem acabar com a celulite, mas além de nenhum medicamento ser comprovadamente eficaz no combate a celulite, caso você não mude seus hábitos o medicamento por si só não faria efeito! Não existe segredo para combater a celulite, a receitinha é velha, dieta e atividade física, redução do percentual de gordura, melhora na qualidade de vida e melhora na saúde.

Um super beijo da Nutri


http://www.sbd.org.br/doencas/celulite/


Autor: Giuliana Paiva

Tags relacionadas:


Compartilhe:



Perfil

Giuliana de Paiva, Nutricionista formada pela Faminas, especializando em Nutrição Clínica e Esportiva. Atendendo a cidade de Cataguases e região, seu trabalho é voltado para o público praticante de atividade física e também para as pessoas que buscam qualidade de vida e mudanças nos hábitos alimentares. Trabalha com consultório, palestras, personal diet, com grupos, fazendo um trabalho totalmente individualizado e personalizado.
Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: