Em 22/03/2013 às 08h30

Polo Aeroespacial de Tupaciguara é aprovado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia

Visitantes ficaram impressionados após conhecerem

Visitantes ficaram impressionados após conhecerem

Download

O Polo de Asas Fixas de Tupaciguara, que integra o Complexo Aeroespacial de Minas Gerais, recebeu a visita dos técnicos do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação, Jorge Mario Campagnolo e José Antônio Silvério. Acompanhados do secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, eles visitaram a sede da Axis Aeroespacial  e conheceram detalhes técnicos e estruturais da aeronave Tupã AX-2.

 

Ambos os visitantes reuniram informações para orientar o processo de financiamento da aeronave. “Impressionados”, limitou-se a afirmar o coordenador chefe da Secretaria de Desenvolvimento e Inovação, Jorge Mario Campagnolo, ao avaliar o projeto do Tupã, cujo protótipo deverá estar pronto no segundo semestre de 2014.

 

A previsão é de que, em 2015, a empresa, genuinamente mineira, produza a aeronave para comercialização em larga escala. Antes mesmo dos testes finais, o diretor da Axis, Daniel Carneiro, informou que já tem 127 intenções de compras e 10 propostas de aquisição do produto já confirmadas.

 

“É uma posição estratégica. O país é muito grande e é necessário criar polos de desenvolvimento em diferentes regiões. Ao promover a geração do conhecimento e da inovação, o Governo Federal gera também crescimento econômico, emprego e riqueza. Temos que sair do eixo Rio-São Paulo”, afirmou  Campagnolo. Tupaciguara está localizada na região do Triângulo Mineiro.

 

O Complexo Aeroespacial de Minas Gerais está sendo construido pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.  Está sendo consolidado, além de Tupaciguara, os polos de Itajubá (Asas Rotativas), Goianá, na Zona da Mata (Logística para o pré-sal) e Lagoa Santa (Centro de Capacitação e Formação de Mão de obra). O Estado estimula e apoia a ampliação das atividades da Helibrás, na produção de helicópteros, e da Axis, no desenvolvimento de novos produtos aeronáuticos. O Governo de Minas já investiu R$ 28,5 milhões.

 

“Estamos dando os primeiros passos para a consolidação do Complexo Aeroespacial de Minas. O Governo do Estado faz uma grande concertação que envolve, além dele, a indústria e a academia para o desenvolvimento de uma nova realidade. Queremos desenvolver novos produtos, mas também valorizar o que já existe, caso específico da experiência já existente em Itajubá com a Helibrás e a Universidade Federal de Itajubá”, afirmou Narcio.

 

Após o encontro em Tupaciguara, Narcio e dirigentes da Axis se reuniram com o prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, em seu gabinete. O grupo conseguiu o apoio do prefeito na construção de uma grande rede, envolvendo a Universidade  Federal de Uberlândia e também a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) no desenvolvimento do polo de asas fixas.

 

Fonte: Agência Minas





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!