Em 16/04/2018 às 19h00

Recadastramento de túmulos no Cemitério é prorrogado para julho

O prazo para fazer o recadastramento de túmulos no Cemitério Municipal foi prorrogado para julho

O prazo para fazer o recadastramento de túmulos no Cemitério Municipal foi prorrogado para julho

Download
O recadastramento de registro de espaços, túmulos e sepulturas do Cemitério Municipal São José será prorrogado até o mês de julho, em dia ainda a ser definido, conforme informou o coordenador do local, Paulo Sésar da Silva Mariano. Iniciado no dia 23 de julho do ano passado, o recadastramento tem por objetivo reorganizar e modernizar todo o processo de sepultamento e, para isto, todos os proprietários de jazigos estão sendo convocados para efetuar o procedimento. "A princípio, o recadastramento foi feito por escala, para agilizar o atendimento. Desta forma, os proprietários puderam seguir um cronograma que levava em conta a quadra e o número do espaço", informou o coordenador.

Segundo ele, a procura foi grande, mas não cumpriu o objetivo, que era levantar a propriedade de todo o local. "Existem cerca de 4.700 túmulos no cemitério e, destes, 70% foram recadastrados. Ainda temos uma quantidade de túmulos cujos responsáveis não nos procuraram e, por isso, vamos ampliar este prazo, dando oportunidade para que todos os proprietários regularizem a situação de seu jazigo familiar", explicou Paulo Sésar, informando que basta um representante da família procurar o escritório administrativo, localizado no próprio Cemitério, de segunda a sexta-feira, de 7 às 17 horas.

Para efetuar o recadastramento, é necessário que a pessoa responsável leve o CPF, documento de identidade, comprovante de residência e o alvará que comprove a titularidade do espaço. "No caso de o proprietário não estar de posse do alvará, uma segunda via poderá ser retirada no local, quando for efetuado o cadastramento, mas para isso é necessário a comprovação de parentesco com as pessoas sepultadas no jazigo, através de documento como certidão de nascimento, casamento, ou carteira de identidade", explicou o coordenador.

Paulo Sésar informa, ainda, que, após o período de recadastramento, será feito um levantamento dos túmulos para averiguar aqueles cujos familiares estão falecidos ou em local incerto. Antes porém, será feita uma busca por parentes vivos que, por alguma razão, não procederam o recadastramento, para que nenhuma atitude precipitada seja tomada. Após todas estas tentativas, serão tomadas medidas administrativas previstas na legislação municipal, sendo a mais grave a revogação de propriedade do túmulo e seu retorno para o município. "Mas deixo claro que esta medida será tomada apenas em último caso, após todas as tentativas de encontrarmos os parentes ou responsáveis pela sepultura", observou. O Cemitério São José fica na Rua Francisca de Souza Peixoto, s/n, no Bairro Jardim. Esclarecimentos e dúvidas podem ser sanadas pelo telefone 3429-2596. (Foto: Arquivo)

Fonte: Da Redação

Tags: cemitério, túmulo, recadastramento, jazigo





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: