Em 09/09/2017 às 20h00

Campanha nos postos de saúde previnem o suicídio em Cataguases

Setembro Amarelo trata do assunto com clareza e com o objetivo de conscientizar a população a fim de prevenir o suicídio

Este domingo é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Este domingo é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Download
Domingo, 10 de setembro, é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio e, por isso, este mês recebeu a cor amarela para chamar a atenção da população sobre este tema tão relevante. Ao longo destes trinta dias estará em vigor a campanha de conscientização sobre a prevenção ao Suicídio. Em Cataguases, o Posto de Saúde do Bairro Paraíso encabeça o evento, e até estendeu uma grande faixa em sua fachada chamando a atenção para o assunto que até recentemente era tratado como tabu e evitava-se falar a seu respeito.

A coordenação da campanha naquela unidade de saúde é feita pelo médico Joseph Freire e pelos enfermeiros Graziela e Gustavo, com participação da equipe do NASF, que tem participação da psicóloga Elisa, conforme informou o próprio Joseph, que está à frente desta iniciativa. Além do Paraíso, os bairros Bom Pastor e Dico Leite abraçaram a campanha, acrescentou aquele médico que revelou ainda desejar que todos da equipe tenham um olhar diferenciado que consiga identificar idosos em isolamento social e com quadro de depressão cuja medicação não dá a resposta desejada.

Joseph explica que a campanha busca atuar junto a professores das redes pública e privada sejam capacitados para reconhecerem adolescentes e adultos jovens que tenham mudanças brucas de comportamento, estejam em isolamento social, sejam vítimas de bullying e cyberbullying, "porque somente desta maneira poderemos fazer uma intervenção precoce e apoiar a pessoa e a família com o direcionamento para o Centro de Atenção Psicossocial, o CAPS", informou o médico. O suicídio é um problema de saúde pública que gera traumas familiares, salienta a Organização Mundial de Saúde (OMS)

Os casos diagnosticados nas unidades de saúde devem ser notificados obrigatoriamente em até 24 horas, pois é através da notificação que as equipes podem fazer a intervenção no paciente, abordar a família e também elaborar políticas públicas para tratar o problema, acrescentou Joseph. Ele lembra que a OMS está preconizando falar sobre o assunto para buscar a conscientização da sociedade que ficará mais atenta e conseguirá identificar quem precisa de ajuda. "Com apoio certo, a estimativa é de que 90% dos casos sejam prevenidos", finalizou o médico.

Tags: suicídio, setembro amarelo, prevenção, posto de saúde





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: