Em 14/04/2017 às 13h00

Jogo da Baleia Azul, ou o jogo da morte, pode ter chegado a Leopoldina

Delegacia de Polícia Civil registrou Boletim de Ocorrência do primeiro caso suspeito deste jogo na cidade que já fez centenas de vítimas na Europa

As tarefas são dadas aos participantes através de um grupo secreto do Facebook

As tarefas são dadas aos participantes através de um grupo secreto do Facebook

Download
A mãe de um jovem de 18 anos, residente em um bairro de Leopoldina, procurou a Delegacia de Polícia Civil daquela cidade nesta quinta-feira, 13 de abril para registrar um Boletim de Ocorrência referente ao que seria um jogo de incentivo ao suicídio chamado "Baleia Azul". Segundo ela, seu filho estaria participando deste jogo e já teria realizado "tarefas" de automutilação. Ela contou aos policiais que o jovem apareceu com cortes no braço reproduzindo imagens de uma baleia, o que seria uma das etapas da brincadeira da morte. A Polícia Civil já está investigando o caso.

imageO sinistro jogo da Baleia Azul, aparentemente começou na Rússia, em 2015, sendo disputado pelas redes sociais, que propõe desafios macabros aos adolescentes, como bater fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se, ficar doente e, na etapa final, cometer suicídio. O "desafio" consiste em incitar os participantes, geralmente em grupos secretos no Facebook, a completar 50 desafios, que conduzem lentamente à morte. Eles cumprem uma tarefa por dia, que lhes são entregues por uma espécie de tutor, quase sempre o administrador da página secreta no Facebook. A todo momento, eles são avisados de que este é um jogo sem volta. 

Para saber se seu filho corre o risco de entrar numa cilada desta, é ficar atento. As recomendações para as famílias são: monitorar o uso da internet, frequentar as redes sociais dos filhos, observar comportamentos estranhos e, sobretudo, conversar e conscientizar os adolescentes a respeito das consequências de práticas que nada têm de brincadeira. Atenção redobrada com os jovens que apresentem tendência a depressão, pois eles costumam ser especialmente atraídos por jogos como o da Baleia Azul. Também as escolas devem colocar o assunto em pauta e incorporar no currículo, cada vez mais, a educação para a valorização da vida, o respeito pela vida dos outros e o uso consciente das mídias e tecnologias. (Fotos: reprodução da internet)




Fonte: Guia Muriaé, O Tempo, G1

Tags: Baleia Azul, automutilação, jogo da morte, adolescente, Facebook





Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: