26/11/2015 às 10h26m


ESTABELECENDO METAS

 — Área Física
Nessa área, o mais importante é o seu corpo, que abriga a sua alma enquanto você viver. É preciso respeitar esse corpo, assim como cuidar dele. 

Se você tivesse um cavalo de corrida que vale 1 milhão de dólares, você daria qualquer coisa para ele comer? Claro que não. Certamente, você se preocuparia em verificar se o alimento é bom, se tem bons nutrientes, contrataria um bom veterinário e assim por diante.

E o seu corpo, quanto ele vale para você? Vale mais que o cavalo de corrida? Na realidade, o valor do nosso corpo é como o valor do rei, no jogo de xadrez: não tem preço. Valor absoluto!

Você se preocupa com o que põe na boca do mesmo modo que se preocuparia com aquele seu cavalo de um milhão de dólares? 

Geralmente, as pessoas se preocupam pouco com a nutrição e conservação do próprio corpo: comem alimentos gordurosos no botequim da esquina, comem coisas de procedência desconhecida, bebem água da torneira... Poucas pessoas respeitam o próprio corpo como deveriam.

— Área Financeira
Dinheiro, dinheiro, dinheiro. Pessoas que só pensam em dinheiro, correm o risco de enfartar quando chegam aos 40 anos de idade.

Dinheiro é importante, pois vivemos em um mundo material. Quando está preocupado em pagar as contas no final do mês, quer queira quer não, o dinheiro é importante para você. Mas, apenas ganhar dinheiro, não pode ser uma meta. 

Uma meta financeira coerente é fazer alguma coisa no universo e, como conseqüência, ganhar dinheiro. 

— Área Familiar
Há pessoas que concentram suas metas na família. Só pensam na família. Nos Estados Unidos, deram o nome de síndrome do ninho vazio ao transtorno sofrido por mães que vivem em função dos filhos e ficam completamente desorientadas quando eles crescem e vão embora, como é natural que aconteça.

Os filhos são muito importantes. Mas não são mais nem menos importantes do que você. Lembre-se sempre disso.

— Área Profissional
Ser bem-sucedido e realizado profissionalmente é muito importante; mas essa área, assim como as demais, não pode dominar a sua vida. 

Pessoas que só pensam em trabalho acabam deixando de lado a própria vida. Isso provoca um enorme desequilíbrio, tanto físico quanto emocional. E o estresse é só uma das coisas que podem acontecer com quem coloca o trabalho acima de tudo.

— Outras Áreas
Festas, reuniões, encontros sociais... Existem pessoas que cuja vida acontece nos intervalos entre um compromisso social e outro. Talvez, enquanto saem de um almoço e se dirigem para uma reunião no clube, seja o único tempo que essas pessoas têm para ficar a sós consigo mesmas. Quem coloca a vida social em primeiríssimo plano, deveria investir algum tempo em autoconhecimento. Talvez, essa necessidade tão grande de estar com outras pessoas revele um enorme medo de ficar consigo mesmo.

Assim como existem pessoas que priorizam o social, existem aquelas que priorizam o  cultural. Sabem a enciclopédia britânica de A a Z, mas não fazem nada com esse conhecimento. Também não podemos nos esquecer da área espiritual. É importante ter uma meta espiritual, mas há pessoas que cometem exageros e chegam ao fanatismo ou à fuga da realidade.


e-mail: lrsintonia@terra.com.br


Autor: Dr. Lair Ribeiro

Tags relacionadas: metas - família - finanças - físico


Compartilhe:



19/11/2015 às 09h17m


NAVEGANDO SEM MAPA

Imagine-se viajando pelo Brasil sem conhecer o mapa do Brasil, sem ter noção da localização dos pontos cardeais, e sem ter a menor idéia da geografia brasileira. Seria uma viagem difícil, você não acha?

É tão difícil chegar a um destino que você não traçou como voltar de um lugar para onde você nunca foi. 

As pessoas bem-sucedidas, segundo Napoleon Hill, foram as que conseguiram traçar suas metas.

Objetivos, sonhos e metas
Como trans¬formar so¬nhos em metas? E metas em realidade? Você sabe a diferença entre meta e objetivo? 
• Meta
Você está em Nova Iorque e de¬cide ir a Chicago. A cidade de Chicago é uma meta que você atinge quando chega lá. 
• Objetivo
Você está em Nova Iorque e deseja ir para o Oeste. Quando chega a Chicago, você não atingiu o seu objetivo, mas apenas uma meta que estava alinhada com o seu objetivo. O seu objetivo continua depois que você chega a Chicago, pois ssempre haverá Oeste para ir.

Se você descobre o seu objetivo de vida e alinha suas metas de acordo com ele, o universo conspira a seu favor! 

Sonhos e metas
Quer saber o "truque" para fazer um sonho virar realidade? Transforme-o em meta!

Há pessoas que sonham a vida inteira, mas não sabem transformar seus sonhos em metas. A diferença entre um sonho e uma meta é a seguinte: sonho não tem data para acontecer, e meta tem data para acontecer.
• Primeiro, você sonha. 
• Depois, estabelece uma data para ele se concretizar. 
• Pronto: você tem uma meta. A data, portanto, é fundamental para você ter uma meta. 

Questão de prioridade
Na vida, sempre temos mais do que uma meta por vez. Como fazer para equilibrá-las? 

Nós vivemos de acordo com as nossas prioridades. Quando você diz "Eu não tenho tempo para fazer isso", é porque não é sua prioridade fazer aquilo. Quando você tiver, realmente, uma prioridade, eu lhe garanto que você vai encontrar tempo para fazer.

Digamos que, ultimamente, você não tem encontrado tempo para arrumar seu escritório. Aí, eu digo que você ganhou uma viagem para as Bahamas: nós dois vamos viajar depois de amanhã para as Bahamas, com tudo pago, desde que o seu escritório esteja arrumado. Quer apostar como você vai encontrar tempo para arrumar o escritório? É natural. A arrumação do escritório, de repente, tornou-se uma prioridade na sua vida.


e-mail: lrsintonia@terra.com.br


Autor: Dr. Lair Ribeiro

Tags relacionadas: sonhos - objetivos - metas - lair ribeiro


Compartilhe:



12/11/2015 às 09h49m - Atualizado 12/11/2015 às 09h53m


O MAPA DA MINA

A cada momento, mesmo sem saber, você está criando em sua mente a sua própria realidade. 

Do mesmo modo, você pode planejar e direcionar essa sua capacidade criativa para o sucesso. 

Sabe como? — Estabelecendo suas metas. 

Ter metas é o mesmo que viajar com um mapa na mão: você não erra o caminho.

Planejamento é essencial
Alguém pode chegar ao topo do Monte Everest sem planejamento? É claro que não. Para chegar lá, é preciso planejar cada detalhe. Essa preparação, que custa milhões de dólares e envolve muita tecnologia, pode demorar uns quatro anos para ser concluída. Sem isso, a pessoa corre o risco de morrer no caminho. Sem planejamento, é quase impossível atingir grandes metas.

Responda rápido: — O que você vai fazer quando terminar de ler este artigo?  E o que você vai fazer com a sua vida daqui a um, cinco ou dez anos? 

Para a primeira pergunta, certamente você tem uma resposta. Já, quanto à segunda, é muito provável que você responda que não sabe ou que ainda não teve tempo para pensar. 

Explorando o desconhecido
Sem um mapa, fica difícil explorar qualquer território. Veja este exemplo: 

Você está assistindo a um curso e precisa de um livro que ficou na estante do seu quarto. Você mora perto da escola e, portanto, tem condições de ir e voltar em, no máximo, 20 minutos. Entretanto, o professor não quer que você saia e pede à pessoa que está sentada ao seu lado, que vá buscar o livro para você. 

Ele diz a ela: — Você acha que dá para ir lá e voltar em 20 minutos? 

E ela, naturalmente, responde: — É claro que não! Eu nunca fui à casa dessa pessoa, não sei como chegar lá nem como entrar na casa, encontrar o quarto dela e a estante onde está o livro... Na verdade, nem sei qual é o livro!

Você tem um mapa mental para ir e voltar para sua casa, você faz isso toda hora, é muito fácil para você fazer isso. Seu colega na sala de aula não teria a mesma facilidade que você, pois ele não tem esse mapa.

Na vida, é a mesma coisa: quando não temos um planejamento exato daquilo que vamos fazer, fica muito difícil atingir nossos objetivos. 

Quem não tem um mapa, não pode explorar o território.


e-mail: lrsintonia@terra.com.br


Autor: Dr. Lair Ribeiro

Tags relacionadas: mapa - mina - lair ribeiro - motivação


Compartilhe:



06/11/2015 às 08h47m - Atualizado 06/11/2015 às 08h48m


VIAS DE ACESSO AO CÉREBRO

Medos, traumas e ansiedades não caíram do céu nem nasceram com você. Eles passaram a fazer parte da sua estrutura psicológica, independentemente da sua vontade. Hoje, porém, você pode libertar-se deles conscientemente. 

Entendendo como funciona o cérebro e utilizando as técnicas apropriadas, você é capaz de recriar a própria vida. Para isso, é importante você entender que o cérebro tem três vias de acesso: a visual, a auditiva e a cinestésica.

Cada coisa entrou no seu cérebro por uma via, e se você quiser modificar alguma delas, será mais bem-sucedido se utilizar a mesma via de entrada.

Um medo de errar que sempre se manifesta como uma voz interior dizendo: "Cuidado. Você não é capaz e pode errar!", significa que a via pela qual esse medo se instalou foi a auditiva.

Se, em vez disso, você vê o rosto do professor de matemática dizendo que você nunca vai progredir na vida porque não sabe lidar com números, é sinal de que o medo foi instalado pela via visual. 

Entretanto, se as lembranças vêm à sua mente na forma de sensações corporais, geralmente acompanhadas de alguma das duas vias anteriores, então esse medo instalou-se pelo canal cinestésico.

Para você entender bem esse processo, pense numa composição química. Pense na água, por exemplo, que é composta de duas partes de hidrogênio e uma de oxigênio. Com os nossos sentimentos é a mesma coisa, eles são compostos de moléculas emocionais; cujos átomos são: 

V: Visual
A: Auditivo
C: Cinestésico

Sabendo disso, daqui para a frente você vai conhecer-se um pouco mais, sabendo a origem de tudo o que se encontra na sua estrutura psicológica e, conseqüentemente, podendo cuidar melhor da sua auto-estima.


e-mail: lrsintonia@terra.com.br


Autor: Dr. Lair Ribeiro

Tags relacionadas: vias - acesso - cérebro - lair ribeiro


Compartilhe:



Perfil

Palestrante internacional, ex-diretor da Merck Sharp & Dohme e da Ciba-Geigy Corporation, nos Estados Unidos, e autor de vários livros que se tornaram best-sellers no Brasil e em países da América Latina e da Europa. Médico cardiologista, viveu 17 anos nos Estados Unidos, onde realizou treinamentos e pesquisas na Harvard Unversity, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University.
Webpage: www.lairribeiro.com.br
e-mail: lrsintonia@terra.com.br
Todos os direitos reservados a Marcelo Lopes - www.marcelolopes.jor.br
Proibida cópia de conteúdo e imagens sem prévia autorização!
  • Faça Parte!

desenvolvido por: